Esportes

ANIVERSARIO PONTA PORA

Análise: Derrota do Corinthians para o Fluminense é normal, mas goleada poderia ter sido evitada

Por Jornal Extra MS 03/07/2022 às 07:23:14

Por Maurício Herschander

O Corinthians foi a campo neste sábado repleto de desfalques e de jovens em sua escalação para enfrentar o Fluminense, no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida terminou em goleada da equipe da casa por 4 a 0.

A derrota é um resultado normal. O único titular do Timão que começou em campo foi o goleiro Cássio. De resto, uma linha formada por diversos jogadores que não vinham ganhando tantas oportunidades entre os 11 iniciais de Vítor Pereira. Guilherme Biro, por exemplo, fez sua estreia pelo profissional.

Isso tudo contra um Fluminense que, num Maracanã pulsante e com ótimo público, tinha seus jogadores titulares à disposição. Adiciona-se a isso o bom momento que os comandados de Fernando Diniz vivem. Agora, são quatro vitórias nos últimos quatro jogos na temporada e, ao todo, sequência de cinco jogos sem derrotas.

Vítor Pereira, porém, não tinha muitas outras opções senão escalar o time alternativo que foi a campo. Eram 10 jogadores corintianos sem condições de jogo, muitos deles com status de titular.

Desfalcaram a equipe Maycon (lesão do adutor da coxa direita), Gil (lesão no músculo posterior da coxa direita), Gustavo Silva (tendinite), Rafael Ramos (desconforto na coxa esquerda), Fagner (lesão na coxa direita), Du Queiroz (contratura na coxa esquerda), Renato Augusto (desconforto na panturrilha), Willian (lesão no ombro direito), João Victor (em recuperação) e Roni (suspenso).

Por todo o contexto, uma derrota frente ao Fluminense poderia ser considerada um resultado normal. Porém, uma goleada, não. Pode-se destacar alguns erros individuais de jogadores corintianos nos gols cariocas que, se evitados, o resultado talvez não fosse elástico.

Os dois primeiros tentos do Fluminense saíram em lances praticamente idênticos. Aos 15 minutos de jogo, John Arias cobrou escanteio pelo lado direito, na cabeça de Manoel, que subiu em total liberdade para marcar. No lance, o ex-Timão cabeceou entre Bruno Méndez e Robert. O primeiro nem sequer pulou para tentar tirar, enquanto o segundo até saltou, mas não encontrou nada e deixou muito espaço em suas costas.

Em seguida, outro gol tricolor saiu em cobrança de falta pelo mesmo lado direito, mais uma vez pelos pés de Arias, que, desta vez, mandou para cabeceio de Germán Cano, no segundo pau. O atacante partiu entre os defensores Robert e Bruno Méndez, mais uma vez, que não acompanharam sua movimentação antes de atacar a bola.

No terceiro gol, em um erro geral da zaga corintiana, Cano aproveitou um enorme buraco na área do Timão para aproveitar cruzamento de Samuel Xavier. O quatro e último gol, marcado por Fred, veio em jogada semelhante. O camisa 9 diminuiu a passada enquanto a zaga continuou avançando, olhando apenas para bola. Assim, estava livre para marcar.

Agora, o que resta ao Corinthians é girar a chave e voltar a focar na disputa da Libertadores. Nesta terça-feira, a equipe terá parada duríssima frente ao Boca Juniors, em Buenos Aires, pela partida de volta das oitavas de final. A bola rola às 21h30 (de Brasília)

Comunicar erro
Comentários